Geral

Acessos às praias do Rio Vermelho são bloqueados antes do dia de Iemanjá

A prefeitura começou nesta segunda-feira (1º) a bloquear os acessos às praias do Rio Vermelho, onde acontece tradicionalmente a festa de Iemanjá, no 2 de fevereiro. A medida busca evitar aglomerações e transmissão do coronavírus. As praias ficarão interditadas até a quarta.

Desde o meio-dia de hoje, 40 agentes da Guarda Civil Municipal já atuam no bloqueio das praias do bairro. Os acessos foram tapumados pela Secretaria Municipal de Manutenção (Seman), desde a praia do Buracão até a Praia da Paciência.  Apenas os líderes da colônia de pescadores e coordenação responsável pela entrega da imagem têm acesso à praia. Os festejos no entorno da Colônia de Pescadores Z1 foram suspensos.

O diretor geral de Segurança Urbana e Prevenção à Violência, Maurício Lima, recomenda às pessoas que as pessoas que querem prestar homenagem e entregar o presente de Iemanjá, que busque outras praias – sempre atentas às orientações sanitárias e evitando aglomerações.

Funcionamento do comércio 
 A partir da 0h desta terça-feira (2), está proibido o funcionamento de toda e qualquer atividade econômica formal, exceto serviços essenciais a exemplo de padarias, farmácias e agências bancárias no Rio Vermelho.

Já à noite, agentes da Guarda Civil Municipal (GCM) darão apoio à Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) na verificação do cumprimento desta medida.

Os agentes da GCM permanecerão com seis pontos fixos no bairro, desde a Praia da Paciência, no entorno da Colônia de Pescadores, até o Mercado do Peixe. No acesso da Colônia e também no Mercado do Peixe, membros da Secretaria Municipal da Reparação (Semur) ficarão presentes para conversar com pessoas que cheguem para tentar acessar a praia.