Geral Justiça

Acusado de assassinar modelo em Fortaleza deve permanecer preso, decide STJ

O crime aconteceu na capital cearense em 2007. O acusado ainda não foi a julgamento. O presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, decidiu manter a prisão de Jocicley Braga de Moura, acusado de assassinar a namorada em 2007.
A defesa de Braga deu entrada em um pedido de habeas corpus, para que o homem aguardasse a sentença em liberdade. A defesa alegou tempo excessivo da prisão cautelar. O ministro destacou que o excesso de prazo não foi apreciado pelo Tribunal de Justiça do Ceará e “assim o STJ não pode conhecer do pedido, sob pena de indevida supressão de instância”.
A modelo Vanielle de Sousa de Albuquerque de Paula foi assassinada no ano de 2007. Ela e Jocicley namoravam. A vítima foi deixada seminua, em estado gravíssimo, com sinais de estrangulamento, em frente a um hospital em Fortaleza. Ela morreu dias depois.
O comerciante foi denunciado em dezembro de 2007 por homicídio triplamente qualificado, motivo torpe, meio cruel.
Jocicley teria decidido matar a namorada após ela ter conhecimento de atividades criminosas dele. Ainda em 2007, a Segurança Pública do Ceará divulgou que o homem era um dos maiores traficantes do Norte e Nordeste. Ele também é suspeito de estar envolvido em outros 10 homicídios.