Geral Política

Adolfo Menezes (PSD) é eleito novo presidente da Alba com 60 votos

Adolfo Menezes é economista e tem 62 anos

O deputado estadual Adolfo Menezes (PSD) foi eleito presidente da Assembleia Legislativa da Bahia nesta segunda (1). Adolfo venceu a eleição sobre o psolista Hilton Coelho, que se colocou como candidato de última hora, com 60 votos. Hilton Coelho (Psol) teve 1 voto e houve 3 abstenções.

O resultado da eleição confirma os acordos iniciados no ano passado, que culminaram com o apoio das bancadas de governo e oposição a Menezes, que comandará o Legislativo baiano até o final de 2023. Apenas o Psol não tinha declarado apoio ao agora presidente da Assembleia Legislativa. Hilton ressaltou que sua candidatura tinha o objetivo de marcar posição e fez críticas ao Governo do Estado.

Menezes faturou a eleição com tranquilidade. Economista de 62 anos, o novo presidente da Assembleia é um dos mais experientes deputados da casa. Ele está em seu quarto mandato e, já na disputa passada, no começo de 2019, tentou a presidência da Alba, mas o posto acabou ficando com Nelson Leal (PP).

Passando o mandato da casa após dois anos, Nelson Leal desejou sucesso para Adolfo Menezes no novo desafio e afirmou em seu discurso de despedida que há muito a se fazer, reconstruir e curar nos próximos dois anos. Leal falou que tem certeza de que Adolfo Menezes tem capacidade para deixar um “campo bem mais formoso do que encontramos”.

“Ainda temos um longo caminho a percorrer para vacinar todos os baianos e todo o povo brasileiro. Primeiro salvar vidas e depois promover a reconstrução da economia em razão da quebra de milhares de empresas e do aumento exponencial do desemprego. O fechamento da Ford em Camaçari é o caso mais emblemático, mas a situação é gravíssima. (…) O que a vida nos pede é coragem para encarar os grandes desafios”, disse Nelson Leal.

Além do presidente, foram eleitos os outros oito integrantes da Mesa Diretora da Casa. A mesa terá Neusa Cadori (PT) como única mulher e outros sete homens. A mesa é formada por 5 deputados da bancada governista e outros 3 da oposição. Com isso, a oposição ganhou uma cadeira em relação à composição do último biênio. 

Também houve queda no número de mulheres, já que a antiga mesa tinha 3 deputadas e cinco deputados. Desta vez, somente a petista Neusa Cadore representa o sexo feminino na mesa. Por outro lado, cresceu o número delas na suplência: são quatro na lista formada por cinco pessoas: o único homem é o deputado Roberto Carlos (PDT).

Por conta da idade, assim como outros 15 deputados com 60 anos ou mais, Adolfo Menezes teve prioridade no voto. Essa foi uma das medidas tomadas por conta do coronavírus. A pandemia também forçou um fato inédito: pela primeira vez, o Governador do Estado não esteve na Assembleia num dia tão importante. Rui Costa se fez presente de maneira virtual.

Mesa Diretora para o biênio 2021-2023

Adolfo Menezes (PSD) – presidente
Paulo Rangel (PT) – primeiro vice-presidente
Marcelinho Veiga (PSB) – segunda vice
Bobô (PC do B) – terceiro vice
Paulo Câmara (PSDB) – quarto vice
Júnior Muniz (PP) – primeira secretária
Alan Sanches (DEM) – segundo secretário
Soldado Prisco (PSC) – terceira secretária
Neusa Cadore (PT) – quarto secretário

Suplentes da Mesa
Roberto Carlos (PDT)
Fátima Nunes (PT)
Mirela Macedo (PSD)
Kátia Oliveira (MDB)
Talita Oliveira (PSL)