Geral

Aluguel de carro é opção para quem viajar com mais conforto

Julio Santos e a esposa já sabem: antes das férias, é hora de começar a fazer cotações para alugar o carro. O casal não possui carro próprio, mas há alguns anos viu nessa modalidade uma chance de deixar a viagem mais confortável. O roteiro da vez são as praias do Litoral Norte.

Para fechar negócio, os dois colocam na ponta do lápis gastos fixos como combustível e pedágio. Na primeira vez que arriscaram, o casal contou com a ajuda de amigos para entender como funciona e desde então já tem uma locadora favorita, a quem sempre recorre nesses momentos.

“Temos conforto e praticidade quando se compara a viajar de ônibus. Além disso, a locadora oferece segurança em caso de problemas”, explica Julio.

Quem deseja viajar tem várias opções de locadoras para fazer o orçamento e fechar negócio. Gestor de mobilidade e executivo de negócios da Kinto, Derivan Robson explica que na Guebor Toyota é possível alugar até por hora. Um Etios Hatch pode ser locado por R$ 23 a hora. Ou R$ 149 a diária, com dois mil km mensais. Quem deseja viajar com um carro mais robusto e luxuoso tem a opção do Corolla Híbrido, que sai por R$ 299 a diária.

Na Kinto, todo o processo é virtual. O consumidor baixa um aplicativo e por lá passa pela análise de crédito, escolhe e reserva o carro. A ida à concessionária é somente para retirada do veículo, evitando aglomerações.

Além de locadoras mais conhecidas, as próprias marcas estão lançando os seus serviços de aluguel. É o caso da Renault, que lançou o serviço Renault On Demand e inclui os modelos Kwid, Stepway e Duster.

Os planos são de 12, 18, 20 ou 24 meses com opção de 500, 1 mil, 1,5 mil e 2 mil quilômetros mensais. O plano mais acessível é o Smart, que oferece o Kwid Zen por 20 meses e 500 km mensais por R$ 919 – “menos que R$ 30 por dia”, destacou Bruno Hohmann, vice-presidente comercial da Renault do Brasil. Já o plano mais caro é o do Duster, que custa a partir de R$ 1.699 por mês.

O empresário Mário Sousa, 40, está trabalhando de forma remota desde o início da pandemia e por isso voltou para sua terra Natal, em Vitória da Conquista. Ele vendeu o carro próprio e optou por uma assinatura anual. 

“Quando coloquei no papel acabou valendo a pena. Me livrei de despesas com seguro, manutenção, documentação e etc. Basicamente só coloco gasolina e para mim está valendo à pena”, aponta Mário. 

Diretor-presidente da LM Frotas, Ricardo Soeiro aponta que é essencial o cliente saber quantos quilômetros vai rodar e quais são as suas necessidades na hora de escolher os seus carros. Caso a viagem seja para um local plano, é possível pegar versões mais baratas, como os modelos de versão 1.0.

No entanto, se você vai viajar com muita gente é hora de pensar em carros maiores para que os passageiros fiquem melhor acomodados e a bagagem seja guardada com tranquilidade e segurança. Ainda há a possibilidade de avaliar se é um local que precisa enfrentar uma estrada de terra, ou pista irregular: neste caso, carros mais elevados, como versões em 4×4 ou SUV, são indicados.

6 Cuidados antes de alugar carro

  • Você é responsável pelo combustível e por eventuais multas. Dirija com prudência.
  • Fique atento para data e horário da entrega e retirada do veículo. Falta de pontualidade pode te custar caro.
  • Quilometragem: tenha cuidado e noção do quanto vai circular com o carro. Alugueis costumam ser vendidos por quilometragem e excessos podem render multas.
  • Cadeirinha: caso você tenha crianças, solicite cadeirinha adequada para a idade.
  • Tanque: é possível devolver o carro com tanque vazio. Mas normalmente o valor não compensa, o ideal é devolver com tanque cheio.
  • Vistoria: realize a vistoria no veículo antes da retirada porque qualquer avaria apresentada no momento da entrega serão cobradas de seu bolso.