Esporte Geral

Bahia perde para Fluminense e pode voltar à zona de rebaixamento

Tricolor perdeu em casa, não conseguiu abrir distância do Z4 e agora torce para não voltar à zona

Depois de dois jogos conseguindo somar pontos no Campeonato Brasileiro, o Bahia teve interrompida a busca por uma reação na parte de baixo da tabela. Na noite desta quarta-feira (3), o tricolor não aproveitou o fator casa e perdeu para o Fluminense, por 1×0, na Fonte Nova.

Diante de uma atuação apática do Esquadrão, Luiz Henrique aproveitou o vacilo da defesa tricolor e marcou o único gol da partida, ainda no primeiro tempo.

A derrota deixou o Bahia estacionado nos 36 pontos, na 15ª colocação, mas o time baiano vai precisar secar Sport e Fortaleza para não voltar à zona de rebaixamento.

O próximo compromisso do Esquadrão será no sábado (6), quando recebe o Goiás, às 19h, na Fonte Nova.

Lambança de Anderson
Mesmo jogando em casa, o Bahia iniciou a partida estudando o Fluminense. Com linhas baixas, o tricolor deu a bola ao adversário na tentativa de jogar no erro do rival. Não demorou muito para o time carioca mostrar as garras.

Aos cinco minutos, Luiz Henrique se antecipou ao zagueiro Lucas Fonseca e na risca da pequena área chutou para fora. Dois minutos depois foi a vez de Fred aproveitar a bola alçada na área e mandar para as redes de Anderson. O árbitro de vídeo entrou em ação e apontou impedimento do centroavante.

Diante do domínio do Fluminense, o Bahia não conseguia encaixar as jogadas e tinha muita dificuldade para criar lances de perigo. A melhor chance saiu na individualidade de Ramírez, que saiu fazendo fila na entrada da área e chutou forte. Marcos Felipe mandou para escanteio.

O que poderia ser um início de reação, virou banho de água fria. Aos 32 minutos, Anderson saiu jogando errado, o Fluminense recuperou a bola e Nenê cruzou para Luiz Henrique superar a marcação de Gregore e abrir o placar para o Fluminense.

Foi a segunda vez que o Bahia sofreu gol após saída errada de Anderson nesta edição do Brasileirão. Contra o Flamengo, no primeiro turno, em Pituaçu, o goleiro também fez lambança e Pedro anotou o gol na vitória do rubro-negro por 5×3. 

O segundo do Fluminense quase saiu aos 45, quando Nenê descolou passe açucarado para Egídio, mas Anderson conseguiu fechar o ângulo e evitou o tento.

Sem reação
Com o prejuízo no placar, o Bahia voltou para o segundo tempo com Fessin na vaga do meia Daniel, voltando a atuar no sistema com três atacantes. Mas assim como na primeira etapa, foi o Fluminense quem iniciou pressionando.

Com apenas três minutos, Fred cruzou para Nenê. Livre na grande área, o meia pegou de primeira, mas a bola subiu e cobriu a meta de Anderson.

Desorganizado ofensivamente, o Esquadrão voltou a mostrar problemas para penetrar a defesa adversária, rodando bastante na zona intermediária. O jeito então foi arriscar de fora da área. Primeiro foi Capixaba quem mandou a bomba, mas Marcos Felipe defendeu. Depois foi a vez de Gilberto soltar o pé na cobrança de falta. O goleiro do Flu salvou de novo.

Enquanto isso, o sistema defensivo continuava vulnerável. Em nova jogada pela esquerda, Fred recebeu livre de marcação e mandou de cabeça, mas Anderson conseguiu defender e evitou o segundo gol.

Aos 15 minutos, Dado foi forçado a fazer nova mudança. Ramírez, que desde o primeiro tempo reclamava de um incômodo, sentiu o joelho, pediu para sair e deu lugar ao volante Ramon. O Bahia passou a ter ainda mais dificuldade quando o Fluminense passou a administrar a vantagem.

Partindo para o tudo ou nada, o Bahia colocou Gabriel Novaes, Alesson e Zeca no jogo. Mas a chance do empate veio com Ernando. Aos 42 minutos o zagueiro testou com endereço, mas Marcos Felipe se esticou todo e garantiu a vitória do Fluminense na Fonte Nova.