Geral Saúde

Bahrein aprova uso emergencial da vacina de Oxford contra Covid


País foi o 2º do mundo a aprovar outro imunizante, o da Pfizer, e é um dos mais avançados na vacinação contra o coronavírus: 8,45% da população já recebeu ao menos uma dose. Vacinas contra a Covid-19 desenvolvida pela farmacêutica AstraZeneca junto com a Universidade de Oxford
Reuters via BBC
O Bahrein aprovou o uso emergencial da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19, informou a agência de notícias estatal BNA nesta segunda-feira (25).
O país é um dos mais avançados do mundo na vacinação contra a Covid-19 até o momento. Proporcionalmente, é o quarto em pessoas vacinadas.
O Bahrein já aplicou ao menos uma dose de vacina em 8,45% da população, atrás apenas de Israel (29,52%), Emirados Árabes Unidos (22,63%) e Reino Unido (9,36%). Os Estados Unidos ocupam a quinta posição (5,25%).
O país foi o segundo do mundo a autorizar o uso emergencial da vacina da Pfizer/BioNTech, em 4 de dezembro.
Em novembro, aprovou a vacina produzida pela farmacêutica chinesa Sinopharm, para uso em profissionais da linha de frente de combate à pandemia.
CoronaVac na Turquia
A Turquia recebeu nesta segunda-feira (25) uma segunda remessa de doses da CoronaVac, vacina desenvolvida por outra farmacêutica chinesa, a Sinovac.
Foram mais 6,5 milhões de doses da vacina, que se somam às 3 milhões que o país recebeu na primeira remessa.
Até o momento, a Turquia já vacinou 1,245 milhão de pessoas, a maioria trabalhadores de saúde e idosos, segundo com dados do Ministério da Saúde do país.

Adicionar comentário

Clique aqui para postar um comentário