Geral

Carrinhos de Café podem se tornar patrimônio da cidade

Os carrinhos de cafezinho de Salvador podem se tornar o primeiro patrimônio material e imaterial (ao mesmo tempo) a ser reconhecido pela prefeitura. Através do projeto Salvador Vai de Cafezinho – Programa de Mobilização Social na Perspectiva da Salvaguarda dos Carrinhos de Café, três ações dão início ao processo: no sábado, dia 24, acontece a oficina de montagem de carrinho de café; no dia 01 de maio, concurso virtual dos carrinhos, com premiações em dinheiro; e no dia 5/05, abertura de exposição fotográfica. 

“Nós estamos numa pandemia terrível e pela primeira vez essa premiação será em dinheiro. É uma ação cultural que chega em boa hora para o auxílio ao segmento dos vendedores ambulantes, muito sacrificados pelas restrições sanitárias. Os “cafezinhos” estão num momento ainda mais difícil e a premiação está desenhada para ser ampla, justamente para contribuir com a classe”, ressalta Edvard Passos, diretor artístico do projeto.
 
Também no sábado, o projeto lança o site www.salvadorvaidecafezinho.com.br, e o vídeo da  Oficina do Carrinho de Café,  no YouTube da Fundação Gregório de Mattos. O vídeo traz a construção de um carrinho pelas mãos do artista plástico Alberto Pitta. E conta com as com contribuições do museólogo Eduardo Fróes, da performer Ana Dumas, e da gestora Gabriella Melo, que destacam diferentes aspectos do carrinho

Nesta edição, o concurso  terá premiações em dinheiro e júri de especialistas. A escolha  será a partir de vídeos realizados com celular e enviados à comissão julgadora, formada por Alberto Pitta, Gerônimo Santana, Maria Menezes, pelo fotógrafo Adenor Gondim e pelo diretor do projeto Edvard Passos.  Serão selecionados 10 finalistas e os prêmios são de R$ 5 mil, R$ 4 mil e R$ 3 mil, para o três vencedores.  Os outros sete finalistas ganham R$ 600, cada. 
 

No dia 5 de maio, no site do projeto, será aberta a Exposição dos Vencedores, que reunirá, virtualmente, os carrinhos dos 10 finalistas, além de imagens inéditas de carrinhos de café, cedidas pelo fotógrafo e pesquisador Adenor Gondim.

O projeto Salvador Vai de Cafezinho é uma realização da Fundação Gregório de Matos/ Prefeitura de Salvador, através da Lei Aldir Blanc do Governo Federal e é idealizado e produzido pela Trielétrica com co-produção da Sole Produções.