Geral Política

Coronel Adson Marchesini toma posse do comando-geral dos Bombeiros

O coronel Adson Marchesini tomou posse como comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBMBA). Marchesini substitui o coronel Francisco Telles, que esteve à frente do CBMBA por cinco anos. A cerimônia aconteceu nesta quinta-feira (21), com presença do governador Rui Costa na solenidade de transmissão do mais alto cargo da corporação. 

Marchesini é o segundo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar a ocupar o cargo, desde que a instituição foi emancipada da Polícia Militar da Bahia. Ele está na corporação há 30 anos. O novo comandante diz que a prioridade da gestão será a prevenção e a diminuição do tempo resposta nas ocorrências, que considera como o tempo da vida: o momento em que o cidadão necessita do apoio do bombeiro.

A cerimônia contou com a presença dos secretários estaduais da Segurança Pública, Ricardo Mandarino; de Desenvolvimento Urbano, Nelson Pelegrino; e de Políticas para as Mulheres, Julieta Palmeira, além do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Paulo Coutinho.

“A função dos bombeiros de salvar vidas em situações de risco é uma função nobre. Nos últimos cinco anos, nós estamos estruturando uma nova instituição, já que o Corpo de Bombeiros foi desmembrado da Polícia Militar. O coronel Telles exerceu o primeiro comando e agora, no fluxo normal da carreira, fizemos essa renovação. O meu pedido ao novo comandante é que acelere as parcerias para capacitar e formar guardas municipais e voluntários em parques, como o Parque da Chapada, para que tenhamos uma pronta intervenção para salvar vidas humanas e o meio ambiente. Rapidez na intervenção faz toda diferença entre um pequeno incidente ou uma grande tragédia”, afirmou Rui.

Durante o evento, no Complexo de Ensino e Instrução de Bombeiro (Cieb), o governador entregou um tanque de mergulho utilizado para treinamento dos bombeiros. O equipamento envolveu um investimento de R$1,5 milhão. Também foram entregues quatro viaturas auto escada com plataforma aérea totalmente reformadas, a partir de recursos de mais de R$2,8 milhões.