Geral

Cuidado com as unhas evita infecções

Aos 83 anos, a contadora aposentada Maria Villar não esconde: ama pintar as unhas. Antes da pandemia, era “um esmalte atrás do outro”  toda semana e não faltava aquele “vermelhinho”.  “Sou muito vaidosa. Não pode se descuidar, não, ainda mais a gente que é mais velha”, ri Maria. 

Muita gente não sabe, mas a unha também envelhece. Perde o vigor, fica ressecada e quando não é bem tratada pode virar porta de entrada para todo tipo de infecção. “Em tempo de pandemia, tem que ter mais cuidado ainda”, alerta a dermatologista Maisa Pamponet, 48. 

É importante ficar atento em qualquer idade, mas é acima de 60 anos que os riscos aumentam. “O idoso e o diabético têm mais sensibilidade. A gente envelhece tudo, pele, cabelo, unha, osso. A unha da mão vai ficando mais fraca, a do pé fica mais grossa e a pele fica mais fina, porque a circulação não é mais a mesma nas extremidades”, explica a dermatologista.  

Com o avançar da idade, a produção de colágeno diminui e a elasticidade fica menor. O que também acontece na pele em volta da unha. Por isso é importante cuidar dos pés e das mãos com a consciência de que é um processo que vai muito além da questão estética, reforça a endocrinologista Camila Kruschewsky, 29.  

“O pé pode ser uma porta de entrada para uma série de doenças que parecem pequenas, mas que se não são cuidadas e tratadas, podem levar a desfechos ruins como a amputação. A prevenção é o melhor remédio”, alerta a endocrinologista, que atua no Hospital Português. 

O paciente que é diabético, por exemplo, corre mais riscos porque não sente a ferida e tem uma resposta à infecção diminuída. Por isso que “quem é diabético não é para tirar cutícula de jeito nenhum, principalmente no pé, onde a circulação está comprometida”, reforça Maisa Pamponet. “Tirar um bife vira uma porta de entrada”, completa.

Dicas
Entre as dicas para quem quer se cuidar estão não tirar as cutículas; cortar as unhas quadradas e não redondas, para não encravar; tirar o esmalte dois dias antes de pintar novamente, para a unha “respirar” e não ficar frágil; e se hidratar, porque a pele seca aumenta o risco de rachaduras e fissuras. 

O que poucos sabem é que quantos mais se tira a cutícula, mais ela cresce. O mesmo acontece com a pele dos pés. “A primeira coisa a ser feita é parar de lixar e suportar essa fase, porque o pé vai engrossar. O ideal é fazer uso de hidratante com efeito esfoliante”, explica a dermatologista. “Outra dica é procurar um especialista que vá tratar o pé de forma adequada”, acrescenta.

A recomendação para cortar a unha na hora do banho é feita  porque ela fica mais molinha, e vale, principalmente, para quem tem as lâminas mais grossas geralmente provocadas por um trauma no lugar onde a unha se encaixa no dedo (matriz ungueal), devido ao uso prolongado de calçado. 

Apesar de tirar a cutícula, a fisioterapeuta aposentada Norma Pinheiro, 61, sempre cortou as unhas quadradas e garante que “é muito raro encravar”. Norma, que sempre teve uma unha muito forte – “dura até demais” – faz sua própria unha e toma todos os cuidados. Só agora, com a reabertura, é que passou a receber a manicure em casa. 

“Uma mulher com unhas feitas é uma questão de beleza, higiene e cuidado. Acho que as mãos chamam mais a atenção, ainda mais quando a gente vai ficando mais velha e vão aparecendo essas veias”, gargalha Norma. “Tem que arrumar a unha e ficar bonitinha”, completa rindo.

Dez dicas para cuidar das suas unhas

  1. O ideal é não tirar a cutícula, porque diminui a proteção da unha;
  2. Remover o esmalte dois dias antes de pintar novamente;
  3. Não lixar os pés, porque quanto mais lixar mais vai engrossar;
  4. Consultar um dermatologista para fazer esfoliação química, com hidratantes esfoliantes;
  5. Cortar a unha reta e não redonda, para não encravar;
  6. Usar seu próprio material: alicate, lixa, palitinho, espátula, base etc.
  7. Hidratar sua pele, porque a pele seca aumenta o risco de rachaduras e fissuras;
  8. Prefira fazer a unha dos pés com podólogos, para evitar que encravem;
  9. Se for cortar suas unhas, faça depois do banho porque elas fica mais molinhas;
  10. Fazer o tratamento de micoses de unhas e dedos; a prevenção é o melhor remédio.