Justiça Municípios Política

Defensoria entra com ação contra Marcell Moraes por agressão a idoso

O idoso agredido pelo ex-deputado estadual Marcell Moraes compareceu à Defensoria Pública do Estado da Bahia (DPE-BA) nesta sexta-feira (29) para ser ouvido em uma ação movida pelo órgão contra o ex-parlamentar. A ação pede que Marcell retira das suas redes sociais as imagens em que Júlio Ferreira dos Santos aparece. O ex-deputado também é processado por danos morais.

Localizado na região da Cidade Baixa, o idoso foi acolhido após abordagem social da Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre) e foi instalado em uma unidade de acolhimento no bairro dos Barris. Ele também fez exame de corpo de delito.

Entenda o caso
O resgate de um animal vítima de maus tratos terminou com agressão do ex-deputado Marcell Moraes ao homem que agrediu o cão, nesta quarta-feira (27). No vídeo, postado nas redes sociais do próprio Marcell, ele e um outro homem aparece com o idoso, que é morador de rua, e está sentado em uma calçada.

O ativista faz críticas ao idoso e determinado momento chuta o agressor do animal. Marcell também dá tapas nas costas do homem. Toda ação ocorreu na Avenida Jequitaia, na região do Comércio, próximo ao Moinho J.Macedo. Logo após a ação, o idoso foi encaminhado para a Central de Flagrantes da Polícia Cívil, na região do Detran. 

De acordo com a ocorrência registrada, o morador de rua, que estava sem documento, diz se chamar Júlio Ferreira dos Santos. Em nota, a Polícia Civil disse que “ambos foram ouvidos na unidade, que instaurou inquérito para apurar todos os fatos e expediu guia de identificação criminal para o idoso, que não portava documento de identidade”.  

Desde setembro do ano passado, a punição para o crime de abuso e maus tratos a animais ficou mais dura, com pena de reclusão de dois a cinco anos, além de multa e a proibição de guarda. 

O ex-deputado sofreu críticas nas redes sociais por conta da agressão feita ao idoso. “A intenção foi boa, mas você não tem direito de agredir ninguém”, disse um internauta. “Você é polícia? Esse não é o seu trabalho. Deixe as autoridades tomarem conta”, disse outra internauta. “Perdeu a razão já, cê é da polícia é?”, questionou outro. Marcell também recebeu apoio de muitos outros internautas. “Fez certo”, disse uma apoiadora do ativista. “Oxe fez certo”, disse outra seguidora.