Geral Municípios

Djokovic tem trabalho, mas vence americano no Aberto da Austrália

"O jogo foi bastante complicado", admitiu Djokovic

Atual número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic não teve tanta moleza como na estreia para conseguir nesta quarta-feira (10) a sua classificação à terceira rodada do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam da temporada, em Melbourne. Em um duro desafio, encarou o americano Frances Tiafoe, que já foi quadrifinalista do torneio em 2019 – parou no espanhol Rafael Nadal -, e precisou de quatro sets e 3 hora e 30 minutos para avançar com a vitória por 6/3, 6/7 (3/7), 7/6 (7/2) e 6/3.

“Preferia não ter este tipo de partida na primeira semana”, declarou Djokovic, logo após a vitória, antes de afirmar que Tiafoe jogou de forma “fantástica” nesta quarta-feira.

“O jogo foi bastante complicado. As condições não foram as melhores, pois estava muito quente e o sol cobriu toda a quadra. A partida foi muito boa, quero agradecer ao Tiafoe pela grande luta que tivemos. Nos últimos 15 anos, esse é o piso mais rápido que eu já joguei aqui na Rod Laver Arena. Se você tiver um bom saque pode se sair bem no jogo”.

Na próxima rodada, Djokovic terá pela frente mais um americano. Ele saiu do duelo entre Taylor Fritz, cabeça de chave número 27, e Reilly Opelka, vencido após uma batalha de 4 horas e 7 minutos pelo pré-classificado por 3 sets a 2 – com parciais de 4/6, 7/6 (8/6), 6/7 (4/7), 7/6 (7/5) e 6/2.

O austríaco Dominic Thiem, atual vice-campeão e cabeça de chave número 3, também não deu espaço para a zebra e superou o alemão Dominik Koepfer com propriedade, triunfando por 3 sets a 0 – com o placar final de 6/4, 6/0 e 6/2, em apenas 1 hora e 39 minutos. Ele agora terá pela frente o australiano Nick Kyrgios, que superou o francês Ugo Humbert, 29.º pré-classificado, por 3 a 2 – parciais de 5/7, 6/4, 3/6, 7/6 (7/2) e 6/4.

Cabeça 6 em Melbourne, o alemão Alexander Zverev foi outro favorito a avançar. Sem muitas dificuldades, ganhou do americano Maxime Cressy, que veio do qualifying, por 3 sets a 0 – com parciais de 7/5, 6/4 e 6/3. Seu próximo rival será o francês Adrian Mannarino, 32.º pré-classificado, que ganhou do sérvio Miomir Kecmanovic também por 3 a 0 – parciais de 6/1, 6/2 e 6/4

A surpresa desta quarta-feira foi a eliminação do suíço Stan Wawrinka, que teve um jogo de altos e baixos contra o húngaro Marton Fucsovics. Depois de perder os dois primeiros sets, o cabeça 17 se recuperou e teve três match-points no quinto, mas não os aproveitou e foi superado em 3 horas e 59 minutos por 3 sets a 2 – com parciais de 7/5, 6/1, 4/6, 2/6 e 7/6 (11/9).

Outros jogos
Mais sete cabeças de chave conseguiram a classificação à terceira rodada do Aberto da Austrália. São eles o argentino Diego Schwartzman (8), o espanhol Pablo Carreño Busta (15), o búlgaro Grigor Dimitrov (18), o sérvio Dusan Lajovic (23) e os canadenses Denis Shapovalov (11), Milos Raonic (14) e Felix Auger-Aliassime (20). Além deles passaram o russo Aslan Karatsev e o espanhol Pedro Martinez. 

Bruno Soares estreia com vitória em duplas
O tênis brasileiro teve nesta quarta-feira (10) a estreia de dois representantes na chave de duplas masculinas do Aberto da Austrália. E o desempenho foi de 50%. O mineiro Bruno Soares, que joga ao lado do britânico Jamie Murray, passou pela primeira rodada, mas o gaúcho Marcelo Demoliner, parceiro do mexicano Santiago González, foi eliminado precocemente do primeiro Grand Slam da temporada.

Embalados após conquistarem o título do Great Ocean Road, no primeiro torneio que disputaram desde a volta da dupla, Bruno Soares e Jamie Murray largaram bem em Melbourne. Eles venceram a parceria formada pelo americanos Marcos Giron e pelo britânico Cameron Norrie por 2 sets a 0, com as parciais de 7/6 (8/6) e 6/3.

Cabeças de chave número 6, o brasileiro e o britânico terão agora pela frente o sérvio Laslo Djere e o italiano Stefano Travaglia, que na primeira rodada eliminaram os convidados da casa Andrew Harris e Alexei Popyrin por 2 sets a 0, com o placar final de 6/3 e 6/4.

Mesma sorte não teve o Marcelo Demoliner. Ele e Santiago González até saíram na frente, mas levaram a virada do salvadorenho Marcelo Arevalo e do holandês Matwe Middelkoop, que marcaram 2 sets a 1 – com parciais de 6/7 (1/7), 7/6 (8/6) e 6/3

Os algozes de Demoliner e González ainda não sabem quem enfrentarão na segunda rodada e esperam pela definição da partida que de um lado tem o holandês Robin Haase e o austríaco Olivier Marach, cabeças de chave número 13, e do outro o sérvio Miomir Kecmanovic e o norueguês Casper Ruud.

A rodada de quinta-feira (11) terá estreia de mais três tenistas brasileiros nas duplas. Entre os homens, o mineiro Marcelo Melo, que joga com o romeno Horia Tecau, encara os sérvios Filip Krajinovic e Dusan Lajovic e o cearense Thiago Monteiro, ao lado do australiano John Millmann, terá pela frente os argentinos Federico Coria e Diego Schwartzman.

Na chave feminina, a paulista Luisa Stefani joga ao lado da americana Hayley Carter e a estreia delas será contra a parceria formada pelas casaques Elena Rybakina e Yaroslava Shvedova.