Geral

EQA, o novo Mercedes elétrico

São 4,46 m de comprimento, 1,83 m de largura e 1,62 m de altura

A Mercedes-Benz está dando sequência a sua estratégia de eletrificação e apresentou o EQA, que tem o mesmo porte do GLA. Inicialmente, esse crossover elétrico estará disponível em versão única, a 250, dotada de motor elétrico para as rodas dianteiras, capaz de entregar o equivalente a 190 cv de potência e 38,3 kgfm de torque.

Esse propulsor permite que EQA acelere de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e atinja 160 km/h de velocidade máxima. No entanto, o principal quando se fala em um carro elétrico é a autonomia. De acordo com a Mercedes, ela é de 486 km quilômetros, usando parâmetros do sistema europeu de aferição.

O modelo vai chegar às concessionárias europeias no segundo trimestre e, para o Brasil, a previsão é que seja lançado entre fevereiro e março do ano que vem. Até lá, outras versões deverão ser lançadas, incluindo uma com dois motores – um em cada eixo – e tração integral. Um dos seus concorrentes chegará este ano ao mercado brasileiro, o Volvo XC40 Recharge.

NOVAS CONCESSIONÁRIAS EM SALVADOR
O grupo pernambucano Parvi irá abrir duas novas lojas em Salvador no começo do segundo semestre, uma da Fiat (Fiori) e outra da Volkswagen (Bremen). Ambas serão instaladas na Avenida Tancredo Neves no sentido Paralela, nas proximidades do Salvador Shopping e do Hospital Sarah.

Outra empresa de Pernambuco, a Via 1, está construindo uma nova concessionária para atender as marcas Chrysler, Dodge, Jeep e Ram. A nova Via Sul será na Avenida ACM, próximo à antiga Comercial Ramos, antes da subida para a Ladeira da Cruz da Redenção. Será inaugurada entre abril e maio.

OPERAÇÃO STELLANTIS
A fusão entre a FCA e a PSA já é realidade e a empresa atende como Stellantis. A nova empresa agrega as marcas Abarth, Alfa Romeo, Chrysler, Citroën, Dodge, DS, Fiat, Jeep, Lancia, Maserati, Mopar, Opel, Peugeot, Ram e Vauxhall. Somadas, elas contam com 400 mil empregados, possuem 30 operações industriais em 30 países e comercializaram mais de 8,1 milhões de veículos em 2019 – o que dá a Stellantis o status de quarto maior grupo automotivo do mundo.

A sede global será em Amsterdã, na Holanda. No anúncio de formalização da fusão, o CEO, o português Carlos Tavares, afirmou que o grupo terá 39 veículos eletrificados disponíveis até o final deste ano. No Brasil, a empresa tem fábricas em Betim (MG), Goiana (PE) e Porto Real (RJ).

RENAULT POR ASSINATURA
A Renault lançou um serviço de carros por assinatura, o On Demand. A principal vantagem é a comodidade, pois os veículos são oferecidos com diversos serviços inclusos no valor da mensalidade, como documentação, seguro, serviço de assistência 24 horas e manutenção (revisões preventivas e troca de peças de desgaste natural, incluindo pneus).

Os planos são de 12, 18, 20 ou 24 meses com opção de 500, 1 mil, 1,5 mil e 2 mil quilômetros mensais. O plano mais acessível é o Smart, que oferece o Kwid Zen por 20 meses e 500 km mensais por R$ 869 – “menos que R$ 30 por dia”, destacou Bruno Hohmann, vice-presidente comercial da Renault do Brasil. Já o plano mais caro é o do Duster, que custa a partir de R$ 1.699 por mês.

DO BRASIL PARA A ÁFRICA
A Volkswagen iniciou a exportação do T-Cross, produzido no Paraná, para países da África como Costa do Marfim, Gabão, Gana, Líbia, Madagascar, Ruanda e Sudão. Com esses novos mercados, o veículo passa a ser exportado do Brasil para 26 países, totalizando mais de 34 mil unidades embarcadas. O T-Cross foi o SUV mais vendido no Brasil e na Argentina no ano passado.

PORSCHE EM ALTA
Em 2020, a Porsche realizou 2.487 entregas de automóveis no mercado brasileiro. Esse número representa um aumento de 35% em relação a 2019 e se constitui em recorde absoluto no país. Para este ano, é esperada a abertura de uma concessionária da marca na Bahia.