Geral

Festival online de filmes infantis tem mistério, aventura e diversão

No sentido horário:  Turma da Mônica - Laços; O Menino e o Mundo; DPA; Carnaval das Crianças

As férias das crianças terminaram, mas sempre é hora de se divertir. E, como elas vão permanecer em casa por causa da quarentena, que tal mergulhar numa retrospectiva de filmes infantis brasileiros?  Começa hoje e vai até 25 de março o Festival Férias Brasileiras, transmitido online e com programação gratuita  na plataforma Looke, disponível em lojas de apps e em smartvs. O acesso ao festival é livre também para não assinantes.

Entre curtas e longas-metragens, estão 23 produções nacionais, incluindo desde alguns sucessos de bilheteria, como Turma da Mônica – Laços, até outros que passaram rapidamente pelo circuito, como a animação O Menino e o Mundo, que concorreu ao Oscar da categoria em 2016.

Há ainda filmes destinados ao público juvenil e adolescente, como Hoje eu Quero Voltar Sozinho, Insônia e O Segredo dos Diamantes. 

O evento, aprovado pela Lei Aldir Blanc, deveria ter acontecido anteriormente, mas atrasou devido a algumas questões burocráticas. Por isso, o nome faz referência a férias. Mas, como defende a curadora do festival, Patrícia Durães, as crianças estão em permanente “estado de férias”, em razão do isolamento social. Patrícia desenvolve há mais de 30 anos projetos voltados para cinema e educação.

Férias
Patrícia diz que a seleção dos filmes procura levar para as crianças a sensação das férias. “Por isso, as histórias trazem aventuras, de mistério, de fantasia”, justifica a curadora.

A escolha por produções brasileiras serve para despertar nos espectadores uma identificação com aquilo que eles veem na tela, segundo Patrícia. “É importante fomentar a produção nacional e a criança deve identificar no filme sua cultura, seus costumes. E ouvir sua língua também. Além disso, alguns filmes fazem a criança ‘viajar’ pelo Brasil”, diz, citando a trilogia Tainá, que se passa na Amazônia.

O mineiro Helvecio Ratton, um dos cineastas brasileiros que mais realiza filmes infantis, tem três longas na programação: Menino Maluquinho – O Filme; Pequenas Histórias e O Segredo dos Diamantes. “Helvecio tem uma criança viva dentro dele e é isso que defendemos. O cinema infantil é para criança de zero a cem anos”, afirma Patrícia.

O Festival tem uma importante missão, segundo a curadora: vencer o preconceito que ainda existe contra o cinema nacional infantil. E esse preconceito é uma herança que a criança carrega vinda dos pais e, surpreendentemente, do professor, assegura Patrícia. “Há muito adulto que ainda faz essa distinção entre cinema nacional e estrangeiro”, lamenta.

A maior parte dos filmes estará disponível para assistir a qualquer hora de hoje até 25 de março. Alguns títulos, no entanto, poderão ser assistidos em determinados dias. A programação completa está no site feriasbrasileiras.com. Aos sábados, até dia 20 de março, às 17h, haverá contação de histórias com Stela Barbieri, Andi Rubinstein e Urga Maira Cardoso.

Atenção: a maior parte dos filmes fica disponível de 25 de fevereiro a 25 de março. Veja abaixo aqueles que têm dias determinados de exibição

O menino maluquinho – O filme – de 25/2 a 11/3

O menino maluquinho 2 – A aventura – de 11 a 25/3

Tainá – uma aventura na Amazônia – dias 27 e 28/2 e 6 e 7/3

Tainá 2 – A aventura continua – dias 6 e 7 – 13 e 14/3

Tainá – A origem – dias 13 e 14 – 20 e 21/3

Laços, turma da Mônica – dias 5, 6, 7 e 8 de março

Detetives do prédio azul, o filme – dias 25, 26, 27 e 28 de fevereiro

Detetives do prédio azul 2 – O mistério italiano – dias 1, 2, 3 e 4 de março