Geral

Filho de Anderson, do Molejo, defende o pai de acusação de estupro: ‘nunca escondeu nada’

Leozinho Bradock, filho do cantor Anderson Leonardo, do grupo Molejo, defendeu o pai que foi acusado de estupro por Maycon Douglas Pinto Nascimento, o MC Maylon. Ele compartilhou uma imagem no Instagram ao lado do cantor e disse que o pai ”nunca escondeu nada” dele.

”Eu me orgulho de tudo que fez pela minha vida, pelo meu crescimento. E desde sempre o senhor nunca me escondeu nada da sua vida, e sempre me ensinou que devemos assumir a verdade, independente do que os outros pensam. Eu te amo, e me orgulho de me chamar Anderson Leonardo por sua causa. Vamos seguir com o que sempre fizemos, e compartilhando aos nossos a nossa educação de saber respeitar o nosso próximo independente de qualquer diferença’

Leozinho disse que sua família não ficou abalada com a repercussão do caso. ”Muita gente pensa que a gente tá mal. Uma notícia dessas causa várias interpatações. A gente ‘tá’ bem, ‘tá’ tanquilão. Nosso caráter fala pela gente. A gente nunca agiu com violência de forma alguma. Em casa eu sou o estressado, e o mais tranquilo, que levou a culpa de agir com violência, foi meu pai. A verdade sempre vem à tona. Fiquem tranquilos, a gente não ‘tá’ passando por nenhum problema. Não vou expor meu pai, a gente não tem sentimento de culpa, não. Aqui sempre passamos por cima de qualquer coisa e isso é um galho fraco… Galho fraco cai sozinho. É isso. Tamo bem pra cara***.”, disse.

Leia também:

Homem de 21 anos acusa vocalista do Molejo de estupro; cantor nega: ‘surpreendido’

Suspeito de estuprar dançarino, Anderson, do Molejo, vai prestar depoimento

Ao ser perguntado por uma seguidora no Facebook se estava abalado, Leozinho rebateu. ”Abalar? Não tem como me abalar sobre um fato que sempre convivi. Tá tudo certo. Por aqui, só felicidade”, escreveu.

Sexo consensual
Anderson Leonardo deu depoimento à polícia na tarde de sexta-feira (5). Ele negou que tenha estuprado o cantor e dançarino Maylon Douglas Pinto do Nascimento Adão, o MC Maylon, de 21 anos, e que as relações foram consensuais.

Restam ser ouvidos pela 33ª DP do Realengo, no Rio de Janeiro (RJ), o gerente e um funcionário do hotel onde o suposto crime aconteceu. Eles eram esperados para prestarem depoimento hoje, mas só devem ser ouvido na próxima semana. A polícia também aguarda as imagens das câmeras de segurança do local.

Estupro em motel
No depoimento dado pela vítima, o rapaz diz que Anderson teria marcado uma reunião, no entanto o levou para o motel. Ainda segundo a denúncia, o rapaz teria estranhado do local, mas Anderson teria dito que seria uma reunião que poderia mudar sua vida. O depoimento diz ainda que Anderson teria jogado o homem na cama e tirado sua roupa, além de ter agredido a vítima com dois tapas no rosto e xingamentos.

O homem deu mais detalhes sobre o esturpo e disse que tem provas, entre elas, a cueca que usava no dia do ocorrido. Na peça, segundo o denunciante é possível identificar vestígios de esperma deixados pelo cantor, além de manchas de sangue da vítima. O homem disse não ter denunciado Anderson no momento do ocorrido por medo de retaliações. Ele afirma conhecer o cantor do Molejo há oito meses, com a intenção de fazer um trabalho artístico com o Anderson.