Geral

Globo fará cobertura do Oscar 2021 também no Globoplay e no G1

Marcelo Adnet comanda a transmissão no Globoplay

Por causa da pandemia de coronavírus, a 93ª edição do Oscar será bem diferente das anteriores. O tradicional Dolby Theatre, em Los Angeles, receberá apenas os shows da festa. O tapete vermelho e a entrega dos prêmios serão a 13 quilômetros dali, na Union Station, uma das estações de trem mais conhecidas da cidade. Indicados radicados na Europa terão a opção de receber as estatuetas pessoalmente em sedes localizadas em Londres e Paris. Na noite de premiações 57 filmes disputam prêmios em 23 categorias. 

O que não muda é o glamour e a relevância da maior premiação do cinema mundial, que na Globo terá não apenas uma, mas duas transmissões ao vivo neste domingo (25). A primeira, exclusiva do Globoplay e aberta também para não assinantes, começa às 20h, e terá comando de Marcelo Adnet, ao lado dos humoristas Luciana Paes e Paulo Vieira. A plataforma também disponibiliza o sinal que vai ao ar no G1, a partir das 19h30, e na TV Globo, logo após o Big Brother Brasil 21, com apresentação de Maria Beltrão e comentários de Artur Xexéo e Dira Paes. O púbico verá flashes ao vivo no Fantástico. 
 
Adnet vai homenagear José Wilker, ator extremamente identificado com a maior festa do cinema mundial, que morreu em 2014. A transmissão exclusiva e na íntegra do Globoplay também terá a participação de nomes como como Eduardo Sterblitch e Lucio Mauro Filho durante o tapete vermelho e a cerimônia de entrega dos prêmios. 

 “É uma edição do Oscar que mostra a resistência da arte. Porque é a única maneira de transcender esta fase tão difícil que a pandemia impôs. Além disso, é um Oscar que reverencia o mundo do século XXI. Durante muito tempo a Academia pecou no que diz respeito à igualdade de gênero e às questões raciais, temas muito urgentes. Além da marca da Viola Davis, que chega à quarta indicação, temos possibilidade de um prêmio póstumo para o Chadwick Boseman como melhor ator. E um dos prêmios mais prováveis é para a Chloé Zhao, pela direção de “Nomadland””, diz Dira Paes.