Saúde

Idosos acima de 90 anos serão vacinados a partir de segunda em Salvador

Os idosos com 90 anos ou mais começarão a ser vacinados a partir da próxima segunda-feira (1º), em Salvador. Eles vão receber doses do imunizante produzido por Oxoford/Astrazeneca.

“Vamos lançar um site e um telefone de contato para que os familiares desses idosos possam entrar em contato e programar a hora marcada para gente fazer a vacinação”, explicou o prefeito Bruno Reis, durante o início da vacinação em drive-thru, na Fonte Nova, nesta quinta-feira (28).

A vacinação de outras faixas etárias dentro do grupo de idosos depende da liberação de mais doses de imunizantes. “Chegando mais doses, nós vamos montar drive-thru para atender idosos acima de 74 anos”, completou o prefeito.

Reis disse ainda que a prefeitura tem focado em conscientizar e implementar medidas que evitem fura-filas. “Lançamos o aplicativo para servir como forma de educação das pessoas, mas também para as pessoas denunciarem. Em todos os locais de vacinação a pessoa vai ter o acesso ao qr code e vai poder denunciar anoninamente ou não”, explicou.

Drive-thru
A vacinação por drive-thru contra a covid-19 começou a ser realizada nesta quinta-feira (28), em Salvador. Por enquanto, a imunização é exclusiva para profissionais de saúde. O que mudou é que, antes, apenas o pessoal da linha de frente podia ser vacinado. Agora, todos os trabalhadores de hospitais públicos e conveniados podem ser protegidos, independentemente da área de atuação. Segundo a prefeitura, até domingo, 35 mil pessoas devem ser vacinadas.

Os locais com vacinação são Arena Fonte Nova, Centro de Convenções, e o 5º Centro de Saúde Clementino Flagra, nos Barris. A imunização começou por volta das 8h. Na Arena Fonte Nova, a fila estava alcançando a região de Nazaré.

São seis baias de vacinação na Fonte Nova e cada atendimento leva de 5 a 10 minutos porque os agentes de saúde estão checando os dados antes de aplicar o imunizante.

Na hora da vacinação, os trabalhadores da Secretaria Municipal de Saúde responsáveis pela imunização checam se o nome da pessoa que está na fila consta na lista daqueles que serão vacinados, por isso é importante que os profissonais de saúde não esqueçam de levar o documento de identidade.