Esporte Geral

Jordy Caicedo pede liberação e não treina no Vitória há quatro dias

Jordy Caicedo não treina com o elenco do Vitória há quatro dias

O equatoriano Jordy Caicedo não treina na Toca do Leão há quatro dias. O Vitória confirma que a última vez que o atacante participou de atividades no centro de treinamento rubro-negro foi na sexta-feira (15) passada. De acordo com o clube, ele seria relacionado para a partida do último domingo (17), contra a Chapecoense, mas pediu para ser liberado e teve a solicitação aceita. 

De acordo com informações publicadas pelo site Bahia Notícias, Jordy Caicedo não retornou porque tem o objetivo de rescindir o contrato vigente com o clube. Para isso, ele teria acionado o Vitória na Justiça fundamentado nos salários atrasados que tem a receber. Procurado pelo CORREIO, o diretor jurídico do Vitória, Dilson Pereira informou que não poderia atender a reportagem no momento. 

Jordy Caicedo é equatoriano, tem 23 anos e foi contratado pelo Vitória em 2019 já durante a gestão do atual presidente Paulo Carneiro. Segundo apurou o CORREIO à época, o atacante, que pertencia ao Universidad Católica de Quito, teve 70% dos direitos econômicos comprados pelo Vitória e assinou contrato de três temporadas, com opção de renovação por mais um. O valor do negócio não foi divulgado pelos clubes, tampouco pelos empresários. 

Ele se destacou no Sul-Americano sub-20 de 2017, quando o Equador foi vice-campeão. Fez nove jogos na competição e marcou três gols. No mesmo ano, também jogou o Mundial da categoria e anotou um gol em três partidas. Era considerado uma promessa do país, mas não conseguiu se firmar na Toca do Leão. Com a camisa vermelha e preta, o atacante fez 44 partidas e marcou nove gols. 

Na atual edição da Série B do Campeonato Brasileiro, Jordy Caicedo atuou em 21 jogos, sendo apenas quatro deles como titular e marcou apenas um gol, na derrota por 2×1, contra o Botafogo-SP, na 18ª rodada. A última vez que ele esteve em campo foi no dia 9 de janeiro, quando entrou no decorrer da derrota por 4×0 para o América-MG, na 33ª rodada. Ele também ficou no banco de reservas contra o Avaí, na 34ª rodada, mas não foi utilizado.