Geral

Jovem é sequestrada por ex-marido de amiga em SP: ‘Emboscada de um louco’

Uma jovem de 22 anos foi sequestrada pelo ex-marido de uma amiga na quarta-feira (10), em Itatiba (SP). Mensagens que ela trocou com o namorado mostram o pânico da vítima, que afirmou estar com medo de morrer nas mãos do criminoso, que foi preso em flagrante depois que a mulher conseguiu fugir e enviou a localização de onde estava ao namorado.

Preso, o criminoso alegou que manteve a jovem em cárcere como tentativa de se aproximar da ex-mulher. “Foi tenso. Eu entrei em desespero porque eu pedia toda hora para ele me deixa ir embora. Ele dizia que só ia deixar quando eu ajudasse ele a atrair minha amiga. Durante o dia todo eu tentei manter a calma, mas eu caí na real”, contou a jovem sequestrada ao G1.

Às 17h08, a jovem mandou uma mensagem ao nammorado, perguntando se ele estava em casa. Cerca de três horas depois, ela manda outras mensagens contando que foi sequestrada. “Vida, eu to com muito medo. Medo de morrer”, escreveu ela, afirmando que era vítima “de um louco”. “Ele tá tentando me usar para fazer emboscada pra menina”.

O namorado tentou acalmar a vítima e pediu que ela enviasse a localização exata de onde estava, pois ele iria chamar a polícia. “Se ele chegasse a tirar a vida da minha amiga eu tinha a consciência que eu não ia sair viva. E quando eu chorava ele me levava para o lado de fora para mãe dele não perceber nada”, relembra.

O boletim de ocorrência registra que o acusado contou à polícia que tinha se separado da esposa e comprou um chip de celular para poder mandar mensagem para a ex. Ele se passou por outra pessoa e ofereceu um emprego a ela. A ex não aceitou e passou o contato da amiga. Ele resolveu entrar em contato com ela, oferecendo o falso emprego, que seria para trabalhar em uma chácara.

A vítima aceitou e o acusado foi até Campinas (SP) para busca-lá. Depois, quando já estavam em outra cidade, ele revelou que era ex-marido da amiga dela. Na conversa, ele fez ameaças à ex, afirmando que quando a pegasse iria amarrá-la em uma árvore, deixá-la lá por três dias e voltar só para queimar o corpo. 

O criminoso obrigou a vítima a fazer contato com a ex-mulher. Levada para a casa do suspeito, ela foi obrigada a ficar ao lado dele, inclusive indo ao mercado juntos. 

Depois de mandar a localização ao namorado, ela conseguiu escapar e pediu ajuda a policiais militares, que estavam na região justamente em busca dela após a denúncia.