Geral

Karol diz que Thelma, campeã do BBB20, precisou de ‘proteção’ de amigas brancas

A cantora Karol Conká comparou sua experiência na casa do BBB21 com a passagem de Thelma, campeã da edição anterior, pela casa do reality show. Para ela, o Brasil é um país racista e Thelma acabou sendo beneficiada pela proteção de amigas brancas no jogo.

“Eu fico muito preocupada porque o Brasil é um país racista e eles (brasileiros) adoram botar o pretinho no chinelo, botar o pretinho lá embaixo, entendeu?”, disse. “Quem protegeu a Thelma na outra edição foi Manu (Gavassi), Rafa (Kalimann) e ela mesma. Só que ela não conseguiu, sozinha, se proteger”, acredita. Ela acrescentou: Ela tinha que ter as amigas brancas por ela. Eu não tenho amigas brancas aqui por mim”.

O comentário gerou respostas aqui fora. A vice-campeã Rafa chamou Karol de “desumana”. “Agora eu vi mesmo, a participante de reality que mais está causando revolta e rejeição no Brasil por ser tão desumana falando da CAMPEÃ DA ÚLTIMA EDIÇÃO! Agora eu tremi aqui pra valer viu”, escreveu ela.

Thelma também se manifestou, dizendo que em sua vida sempre ocupou os espaços que quis, sendo protegida por sua “coerência e consciência”.  “Em minha vida eu ocupei todos os espaços que desejei ocupar provando para as pessoas que caráter e boa índole não tem cor. Quem me protegeu lá dentro foi a minha coerência, foi a minha consciência negra de jamais oprimir um dos meus, ao contrário do que tem sido feito”, escreveu ela no Twitter. 

Ela ainda deixou uma provocação, comparando a edição atual com a do ano passado, que quebrou recordes. “Tá na hora de acordar para o jogo e parar de se comparar com a galera do ano anterior. Quem nasceu pra 21 nunca será 20”.

Perda de seguidores
Participante mais rejeitada pelo público, Karol Conká vai sentir os impactos de suas atitudes com Lucas Penteado quando sair do BBB21. Além de alguns produtores já cogitarem cancelar shows marcados dela, Conká já perdeu mais de 400 mil seguidores no Instagram nos últimos três dias.

Atualmente ela está na casa dos 1,4 milhão, sendo que no dia 29 de fevereiro ela somava 1,88 milhão. O grande fator responsável pela queda é, claro, a perseguição que ela lidera contra Lucas Penteado. 

Apesar disso, o saldo de seguidores dela no BBB segue favorável, visto que ela tinha 1,2 milhão antes de entrar na casa. Mas se seguir neste ritmo, não vai demorar muito para este número tombar ainda mais, pois só nesta segunda-feira (1), 217 mil pessoas apertaram o “unfollow” no perfil dela, segundo a plataforma especializada Social Blade.

Já em outra rede social, o Twitter, o nome da vilã constantemente aparece entre os assuntos mais comentados com o público, claro, pedindo sua saída num eventual paredão ou até mesmo uma expulsão pelo que vem sendo considerada uma “tortura psicológica”.

No Google as pesquisas relacionadas a ela trazem temas como expulsão, tortura psicológica e xenofobia – relembrando o momento em que ela se disse mais educada que a paraibana Juliette por ter nascido em Curitiba.