Geral

Operação Varredura prende três pessoas por furto de energia no norte da Bahia

Uma operação conjunta das polícias Civil e Militar e Coelba prendeu três pessoas, na zona rural de Sobradinho, no Norte da Bahia. A Operação Varredura  ocorreu na manhã desta sexta (26) e visa combater o furto de energia.

A ação percorreu áreas ribeirinhas da região e localizou, no povoado de Correnteza, uma fazenda produtora de manga e limão com ligação clandestina de energia. 

O proprietário e dois funcionários foram detidos e outros dois funcionários também foram levados para prestar depoimento na delegacia de Sobradinho. De acordo com a Coelba, o furto de energia era praticado há cerca de dois anos.  

Os técnicos da concessionária de energia desativaram 200 metros de rede clandestina. Segundo a Coelba, o resgate dos 150 mil quilowatts-hora de energia é suficiente para abastecer o município de Campo Alegre de Lourdes, também na região norte do estado, por 15 dias.

O furto de energia é crime e a pena pode chegar até oito anos de prisão. Além de representar riscos de acidentes graves à população A Coelba ainda lembra que a energia furtada é paga por outros consumidores, através do repasse na tarifa de energia, conforme determina a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL).

Em 2020, foram realizadas mais de 36 mil fiscalizações na região. Os técnicos encontraram 12 mil irregularidades, um total de 43,4 milhões de kWh recuperados. O volume é suficiente para abastecer 380 mil residências ou a cidade de Senhor do Bonfim durante seis meses.

Operação segue em outras regiões

A Operação Varredura também ocorre em outras regiões do estado, ao longo dos últimos meses. De acordo com a Coelba, em 2020, foram realizadas mais de 58 mil fiscalizações em Salvador e Região Metropolitana.

Os técnicos encontraram 34 mil irregularidades, um total de 52 milhões de kWh recuperados. O volume é suficiente para abastecer 452 mil residências ou as cidades de Lauro de Freitas e Simões Filho, juntas, durante um mês.

Como denunciar
Para reduzir os riscos e o furto de energia, a Coelba mantém um programa constante de inspeções. A empresa tem canais de denúncia para casos de fraudes e furtos, por meio dos quais é possível passar as informações anonimamente, como o telefone 116 ou o site www.coelba.com.br