Geral

Os segredos para o sucesso nas metas e na vida; confira os 4 ‘as’

O ator e comediante Jeffinho Freire foi o convidado de Flávia Paixão na live Empregos e Soluções dessa quarta-feira

Tudo o que ele aprendeu, ao longo dos seus 30 anos, pavimentou seu momento atual, quando divide o tempo entre as gravações do programa humorístico A Praça é Nossa (SBT), as apresentações individuais de standup comedy, os cursos de comédia e, mais recentemente, a gestão de uma lanchonete, no distrito do município de Maricá, na região metropolitana do Rio de Janeiro. 

O ator e comediante Jeffinho Farias foi o convidado de Flávia Paixão na noite desta quarta-feira (3), durante a realização da live Empregos e Soluções, no perfil do Jornal Correio no Instagram. 

No bate-papo, o comediante contou como venceu suas limitações e se preparou para as oportunidades (Foto: Reprodução)

Segundo o próprio Jeffinho, essa capacidade de realizar tanta coisa ao mesmo tempo está presente na carreira de qualquer artista que empreende sua própria carreira e, não raro, esse profissional se transforma em produtor, contato comercial, gestor, iluminador, figurinista e tudo o que for necessário para não deixar o espetáculo parado. 

“Empreender é, na minha concepção, a capacidade de tirar uma ideia do papel e colocar em prática. Um espetáculo é um empreendimento. É preciso criar o texto, tirar ele do papel e transformar em movimento. Então acho que a profissão me trouxe essa facilidade em lidar com a concretização de sonhos”, disse.

Preparo para oportunidades
Apesar dos projetos atuais e da perspectiva de construção de novos módulos de cursos, o ator e comediante reconhece que os aprendizados não foram fáceis e que, em alguns momentos, deixou o desespero tomar conta. 

Talvez o momento mais desafiador tenha sido aos 11 anos, quando uma trombose cerebral lhe roubou a visão. Ele conta que depois de ter experimentado revolta, autocomiseração, preconceito, decidiu que estava na hora de seguir adiante. “Precisei me olhar para além da cegueira e aí começou uma virada na minha vida”, contou.  

Jeffinho fez questão de ressaltar que enquanto esperava seguir adiante foi se preparando para as oportunidades que, inevitavelmente, surgiram. “As coisas não são fáceis, tem um processo, o caminho e as surpresas, então fui me preparar para viver isso…e vida que cego”, gracejou, lembrando que fez História e Teatro, mesmo que a função de ator não exigisse formação superior. 

“Do curso de História consegui organizar a escrita e o conhecimento para fazer comédia e a formação de ator me deu o instrumental para que eu me preparasse bem nos testes feitos no programa de Jô e Faustão, além da Praça é Nossa”, salientou, ressaltando a importância de um curso superior.

4 As
Para os que também estão começando a empreender na área da cultura e entretenimento, a dica é apostar nos quatro ‘as’: Aceitar, Adaptar, Agir, Avançar. O ator fez questão de enfatizar que a aceitação é o primeiro passo para lidar com a realidade imposta, por pior que seja. Em seguida, o caminho apontado por ele consiste em retirar o máximo da situação para depois trabalhar na mudança e avançar rumo ao objetivo. 

Jeffinho fez questão de salientar que essa visão otimista é o cerne da comédia que brinca com a realidade, retirando do cotidiano os aspectos mais engraçados e divertidos. “Se a gente retirar as camadas da graça, da diversão presentes numa comédia, encontraremos a realidade com sua face mais cruel, então, acho que aproveitei essa característica da comédia para seguir adiante”, finalizou.

A live Empregos e Soluções é realizada todas as quartas-feiras, às 18 horas, no perfil do Jornal Correio, no Instagram.