Geral

Pai de Gil, do BBB, reaparece após 15 anos: ‘Só quero um abraço apertado’

O pai de Gilberto, do BBB21, reapareceu e fez contato com a família do brother, com quem não tem contato há 15 anos. Há uma semana, antes da prova do líder, Gil chegou a mencionar o pai.  “Se eu ganhar a liderança, quero uma foto do meu pai. Não tenho uma foto com ele, mas gostaria de vê-lo”, disse, olhando para a câmera.

O pai de Gil, também chamado Gilberto, saiu de casa quando o economista tinha 4 anos, depois de um casamento atribulado com Jacira Santana. Os contatos com o filho foram diminuindo ao longo dos anos. O pai o renegou ao nascer, por não considerar “tão preto” para ser seu filho. Gil chegou a convidar o pai para acompanhar um concurso de modelos que iria participar, mas ouviu dele que não iria, pois tinha vergonha do filho.

Agora, seu Gilberto diz que esses momentos ficaram para trás. Ele posou com a camisa da torcida do filho. “Tenho muito orgulho de quem ele é quando o vejo pela TV. Meu filho está realizando um sonho, é um batalhador mesmo, estudioso, chegou longe onde ninguém podia imaginar”, disse ele ao Extra.

O pai torce para que o filho cheque à final e seja o grande vencedor, mas diz que não quer nada dele, além de dar um “abraço apertado”. “E dizer que amo muito ele. Nunca disse isso para o meu filho”.

Seu Gilberto mora a três horas da casa dos filhos Gil e Janielle, na periferia de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. Ele casou de novo e teve outro filho, mas hoje está separado novamente. Ele mora sozinha e vive de aluguel. Atualmente, está desempregado, vivendo de bicos desde que foi demitido de um prédio em que foi porteiro por 16 anos. “Estou desempregado faz um tempo, e faço um bico aqui, outro ali porque tenho que pagar o aluguel. Mas hoje moro sozinho. Eu e Deus”. Ele contou também que luta contra a dependência química, após anos viciado em crack.

“Tivemos nossos problemas, mas a gente se dá bem”, diz o pai, afirmando que Gil herdou seu talento para os números. “Sempre fui bom de matemática, mas não cheguei a concluir os estudos, não deu… Parei no segundo ano de Contabilidade”. 

Gilberto diz que aprova a participação do filho no BBB e não perdeu um dia. “Eu fiquei surpreso com ele. Mas não tenho preconceito do meu filho ser gay, não. Acho que isso ficou mais na cabeça dele do que na minha”, garante.