Geral

Petroleira BP tem prejuízo de US$ 20 bilhões em 2020


No primeiro semestre, crise do coronavírus levou preços do petróleo ao negativo pela primeira vez. O grupo petroleiro britânico BP anunciou nesta terça-feira (2) um prejuízo líquido de U$ 20,3 bilhões de dólares em 2020 devido à queda dos preços do petróleo, provocada pela crise de saúde, mas prevê uma recuperação do mercado.
A empresa havia registrado lucro líquido de US$ 4 bilhões em 2019, antes da pandemia, afirma um comunicado.
“Nosso setor foi muito afetado pela crise de saúde. O transporte por estrada e o aéreo estão em queda, assim como a demanda de petróleo, os preços e as margens”, afirmou Bernard Looney, diretor geral da BP.
Logo da BP é visto em torre em posto de gasolina no Reino Unido
Toby Melville/Reuters
Como consequência da redução do consumo, em particular no início do ano passado, após o primeiros confinamentos, os preços do petróleo caíram a mínimos históricos e registraram números negativos em abril.
Depois subiram a um pouco mais de US$ 50, mas continuam abaixo dos níveis do início de 2020.
A BP observa ainda que os preços subiram desde o fim de outubro, auxiliados pela decisão da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e de seus sócios de reduzir a produção e, mais recentemente, pelas esperanças da vacinação.
“Esperamos dias muito melhores para todos em 2021”, disse Looney.
O grupo espera a recuperação da demanda este ano, mas prevê dificuldades no primeiro trimestre devido às novas restrições provocadas pelas variantes do vírus. Em 2020 a BP vendeu o petróleo a um preço médio de entre US$ 39 e US$ 42, contra entre US$ 57 e US$ 64 em 2019.
Assista as últimas notícias de economia