Geral

Preços dos imóveis sobem 0,35% em janeiro, aponta Fipezap; veja cidades com metro quadrado mais caro


Segundo levantamento, alta nominal em 12 meses chegou a 3,87% nas 50 cidades pesquisadas, abaixo da inflação projetada para o período (4,61%). Maiores avanços em 12 meses foram observados em Manaus (11%), Brasília (9,52%) e Maceió (9,48%). Prédio em construção no Rio de Janeiro
Pilar Olivares/Reuters
Os preços dos imóveis residenciais no país subiram 0,35% em janeiro de 2021, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (3) pelo FipeZap.
A variação ficou acima da alta esperada para a inflação no período, de 0,30% — resultando em aumento real de 0,05% no preço dos imóveis, caso a taxa de inflação seja confirmada.
O indicador monitora a variação do preço médio de venda de imóveis residenciais em 50 cidades.
Além de mostrar uma desaceleração, o Índice FipeZap de janeiro também ficou abaixo da inflação esperada para o mês, de 0,30%. A inflação oficial de janeiro será divulgada em 9 de fevereiro e, se a previsão se confirmar, o valor dos imóveis terá registrado aumento real (descontada a inflação) de 0,05%.
Nos últimos 12 meses, por outro lado, os imóveis não acumularam alta real. Segundo o levantamento, a alta nominal acumulada no período nas 50 cidades pesquisadas é de 3,87%, abaixo da projeção do IPCA para o intervalo (4,61%).
Os maiores avanços em 12 meses foram observados em Manaus (11%), Brasília (9,52%) e Maceió (9,48%). Em São Paulo e no Rio de Janeiro, as altas acumuladas são de 3,91% e 1,88%, respectivamente.
Preço dos imóveis sobe menos do que a inflação em 2020
Variação no ano
Entre as capitais monitoradas pela FipeZap, Belo Horizonte, Fortaleza e Campo Grande não registraram alta nominal nos preços de venda no acumulado no ano. Veja os resultados nas capitais:
São Paulo: 0,46%
Rio de Janeiro: 0,26%
Belo Horizonte: -0,53%
Brasília: 0,69%
Salvador: 0,05%
Fortaleza: -0,13%
Recife: 0,10%
Porto Alegre: 0,62%
Curitiba: 1,15%
Florianópolis: 0,88%
Vitória: 0,90%
Goiânia: 0,74%
João Pessoa: 0,72%
Campo Grande: -0,13%
Maceió: 1,82%
Manaus: 1,43%
Preço médio de venda
O preço médio dos imóveis em janeiro ficou em R$ 7.524 por metro quadrado (m²) entre as 50 cidades monitoradas. Rio de Janeiro se manteve como a capital monitorada com o preço do m² mais elevado (R$ 9.470/m²), seguida por São Paulo (R$ 9.366/m²) e Brasília (R$ 8.099/m²).
Já entre as capitais monitoradas com menor valor médio de venda residencial por m², foram Campo Grande (R$ 4.306/m²), Goiânia (R$ 4.531/m²) e João Pessoa (R$ 4.544/m²).
Vídeos: Últimas notícias de Economia