Geral

Prefeitos assinam plano de cogestão de Porto Alegre e região no modelo de distanciamento controlado


Municípios podem adotar regras mais brandas do que as definidas pelo governo do estado a cada semana. As regras propostas valem para qualquer bandeira que a região seja classificada. Plano de cogestão pelos prefeitos de Porto Alegre, Alvorada, Viamão, Cachoeirinha, Gravataí e Glorinha.
Mateus Raugust/PMPA
Os prefeitos de Porto Alegre, Alvorada, Viamão, Cachoeirinha, Gravataí e Glorinha assinaram, na manhã deste sábado (9), o plano regional de cogestão da R10, a região do modelo de distanciamento controlado do governo estadual.
Pelo acordo de cogestão, as cidades que estão na bandeira vermelha, com alto risco de contágio pelo coronavírus, podem adotar protocolos da bandeira laranja, que representa nível médio. Na sexta (8), o mapa preliminar colocou 95,8% do estado em bandeira vermelha.
As novas medidas, que passam a valer a partir deste domingo (10), igualam as regras da cidade às do estado. O decreto vigente até o fim do governo de Nelson Marchezan Júnior possuía mais restrições.
As regras propostas valem para qualquer bandeira que a região seja classificada.
O que muda
Missas e cultos
Agora: máx. 30 pessoas ou 20% do público
Como fica: 30% do público
Restaurantes, bares, lanchonetes, inclusive em shoppings
Agora: ingresso até as 22h, com encerramento às 23h /40% 50% lotação
Como fica: sem restrição de horário / 50% lotação
OBS: intensificada a fiscalização nos principais bairros
Comércio essencial de rua (farmácias, supermercados, Mercado Público, etc.)
Agora: sem limite de ocupação, 50% de trabalhadores
Como fica: sem limite de ocupação, 75% de trabalhadores
Comércio não essencial de rua (vestuários, eletrônicos, móveis etc.)
Agora: 50% dos trabalhadores / ingresso até 22h, encerramento 23h
Como fica: 50% dos trabalhadores / sem restrição de horário
Shoppings – Comércio não essencial
Agora: ingresso até 22, encerramento 23h / 50% trabalhadores / 50% ocupação
Como fica: sem restrição de horário / 50% trabalhadores / 50% ocupação
Shoppings – Comércio essencial
Agora: sem restrição de dia e horário / 50% trabalhadores / sem restrição de lotação
Como fica: não muda
Bancos e lotéricas
Agora: 50% trabalhadores
Como fica: 75% trabalhadores
Condomínio
Agora: fechamento das áreas comuns (piscinas, salão de festa, churrasqueira etc) / academia com atendimento individualizado
Como fica: permite áreas comuns / distanciamento 4m / academia 10m2
Serviços de forma geral (imobiliárias, salões de beleza, lavanderia etc)
Agora: 25% trabalhadores
Como fica: 50% trabalhadores
OBS1: Advocacia e contabilidade: 75% dos trabalhadores
OBS2: Continua sendo, preferencialmente, teletrabalho
Clubes sociais
Agora: abertos para atividades físicas para manutenção de saúde / fechado para lazer / fechamento das áreas comuns / 25% trabalhadores / 25% lotação
Como fica: aberto para lazer / abertas áreas comuns (piscina, academia etc), com distanciamento de 10m2 / 50% trabalhadores / 50% lotação
Piscinas em geral
Agora: apenas em clubes sociais e para atividade de saúde
Como fica: autorizadas de uma forma geral, com ocupação de 1 pessoa a cada 10m2
Academias
Agora: 16 m2 / 25% trabalhadores / 25% lotação
Como fica: 1 pessoa a cada 10m2 / 50% trabalhadores
Eventos
Agora (resumo): corporativos, sociais e entretenimento = fechados / teatros, espetáculos etc = apenas ambiente aberto
Como fica (resumo): permitidos de uma forma geral / ambiente aberto ou fechado / com limites que variam de 70 a 2,5 mill pessoas