Municípios

Profissionais de eventos pedem esmola em Salvador: “Ninguém está nos assistindo”

Diversos profissionais da área de eventos efetuaram uma ação em que pediram esmolas nos semáforos do cruzamento entre as avenidas Vasco da Gama e Garibaldi em Salvador, nesta quinta-feira (3). O objetivo do ato era chamar a atenção da sociedade em relação às consequências da pandemia para a categoria.

“Ninguém tá assistindo a gente. O entretenimento vai completar onze meses parado. Nem só de cestas básicas nós vivemos, alimentos não pagam contas. Nós queremos chamar a atenção da sociedade para essa causa, são diversas pessoas que atualmente estão sem condições por conta da pandemia”, afirmou Adriano Malvar, presidente da Associação de Profissionais de Eventos (APE).

Arisson Marinho/CORREIO

No entanto, a ação foi classificada apenas como um “ato simbólico” por Malvar, já que o valor arrecadado pelos profissionais de eventos presentes no ato não são suficientes para cobrir as despesas mínimas dos associados. 

A categoria já programou mais um ato de protesto, desta vez o Iguatemi. A ação acontecerá na próxima quinta-feira (11), data que marcaria o primeiro dia de Carnaval na capital baiana. De acordo com a associação, o ato chamará atenção e contará até mesmo com um Rei Momo.

“Acredito que na próxima semana, com o grande ato no Iguatemi, nós iremos conseguir chamar a atenção do Poder Público para que possam efetuar medidas que possam nos assistir”, complementa o presidente da associação.