Geral

Projeto que homenageia Santa Dulce dos Pobres é apresentado ao Governo da Bahia

Representantes do município de Castro Alves e da cantora Margareth Menezes apresentaram, nesta segunda (19), o projeto Doce Luz, que tem o objetivo de homenagear Santa Dulce dos Pobres na cidade do interior do estado. O projeto foi apresentado ao secretário estadual do Turismo Fausto Franco.

‘Doce Luz’ contempla diversas fases, com produção fonográfico e audiovisual, livro, show e espetáculo teatral até a elaboração de um roteiro religioso na cidade do Recôncavo Baiano, onde foi construído o Memorial Santa Dulce dos Pobres.   

De acordo com os idealizadores, a ideia é reunir vários artistas da música brasileira, como Roberto Carlos, Maria Bethânia e Padre Fábio de Melo, para interpretarem canções que celebrem a Santa, com lançamento previsto durante a trezena de Santa Dulce, no mês de agosto.   

“É um projeto que também tem um olhar muito grande para o destino, o turismo religioso em Castro Alves, onde há essa capela de uma beleza tocante, um verdadeiro palco a céu aberto”, diz a coordenadora geral, Jaqueline Azevedo.   

A capela e o memorial Santa Dulce foram construídos no Monte Santo Antônio, em Castro Alves, por iniciativa de Ivan Leão, empresário e conselheiro das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid). No memorial está o antigo túmulo que abrigou o corpo da freira por quase dez anos, em Salvador. O museu reúne ainda painéis com fotos e textos que narram a trajetória de fé e caridade de Irmã Dulce, da infância à canonização.  

Idealizado por Margareth Menezes, o projeto Doce Luz prevê o lançamento de uma obra com 13 canções, e registro audiovisual, um livro-coletânea, um show de lançamento e um espetáculo teatral, com inspiração na Paixão de Cristo, em torno do Memorial Santa Dulce dos Pobres.  A iniciativa tem cunho beneficente.

“É um projeto muito interessante que, sem dúvida, irá contribuir para alavancar o turismo religioso em Castro Alves, que já conta com tantas belezas naturais e atrativos culturais, como a própria casa onde habitou o poeta Castro Alves”, disse o secretário Fausto Franco.  

O projeto ainda conta com a participação de Marcos Didier, gestor do Santuário; do diretor do espetáculo proposto, Jackson Costa, e do prefeito de Castro Alves, Thiancle Araújo. A reunião contou também com a participação do deputado federal José Rocha.  A intenção é que o projeto entre para o calendário religioso do município.