Geral

Sem citar datas, Wilson Lima anuncia reabertura do Hospital Nilton Lins para casos de Covid-19


Unidade foi fechada em julho, após passar 90 dias atendendo apenas casos de Covid. Sistema de saúde voltou a lotar por conta de um novo surto da doença. Governo desativou Hospital de Combate à Covid-19, o hospital Nilton Lins, em Manaus.
Divulgação/Secom
Em pronunciamento nas redes sociais oficiais do Estado, na noite desta sexta-feira (8), o governador Wilson Lima anunciou que vai iniciar o processo de reabertura do Hospital Nilton Lins para atendimento a casos de Covid-19. O governador não citou datas e nem deu prazos de quando a unidade irá voltar a funcionar.
A unidade foi aberta quando o estado enfrentava colapso no sistema de saúde por conta do primeiro surto de Covid-19. Ela foi fechada em julho, após 90 dias de funcionamento, por conta de queda no número de internações por Covid.
Nas últimas semanas, o Amazonas voltou a sofrer com um novo surto da Covid, e hospitais e cemitérios voltaram a lotar na capital. Até esta sexta (8), mais de 5,6 mil pessoas morreram com a doença.
Durante o pronunciamento, Wilson afirmou que, nos últimos dois meses, o Governo do Estado aumentou a quantidade de leitos em 134%, saltando de 457 para 1.164 leitos. Nesta sexta-feira, mais de 1,3 mil pacientes com diagnóstico de Covid encontravam-se internados em todo o Amazonas, incluindo dados da rede privada.
“Informo a todos que o nosso sistema de saúde está muito próximo do limite de sua capacidade. Diante disso, o próximo passo é o processo de reabertura do hospital Nilton Lins”, disse.
Wilson Lima afirmou que será realizado um chamamento público para as empresas que têm interesse em prestar os serviços na unidade, mas não disse quando.
Segundo Lima, o aumento da oferta de leitos clínicos e de UTI também conta com o apoio do Governo Federal através das unidades de saúde referenciadas e na oferta de equipamentos e medicamentos para rede de saúde do estado.
“Nessa ampliação estamos utilizando todos os espaços possíveis em hospitais como a Beneficente Portuguesa e o HUGV, que é de responsabilidade do Governo Federal. Agradeço ao ministro da saúde, General Eduardo Pazuello, e ao presidente Jair Bolsonaro, que tem dado uma atenção diferenciada ao Estado do Amazonas”, declarou Wilson Lima.
Vacinação
Wilson Lima afirmou que o Governo do Estado tem preparado um plano de imunização da vacina para a população. Entretanto, ainda não há previsão de quando a vacinação vai começar.
Na segunda-feira (11), o ministro da saúde, Eduardo Pazuello, desembarca em Manaus para tratar do assunto, assim como de outras demandas referentes à Covid-19 no estado.
VÍDEOS: mais assistidos do G1 AM nos últimos 7 dias