Geral

Turquia suspende voos do Brasil devido à variante do coronavírus, diz ministro turco


Além do Brasil, Inglaterra, Dinamarca e África do Sul estão na lista. Alemanha detectou variante encontrada no Amazonas. Mulheres usam máscaras ao caminhar nas ruas de Istambul, na Turquia, nesta sexta-feira (22)
Murad Sezer/Reuters
A Turquia suspendeu temporariamente os voos provenientes do Brasil devido ao aumento de casos de uma nova variante do coronavírus, disse nesta sexta-feira (22) o ministro da Saúde, Fahrettin Koca, no Twitter.
Com a decisão, o Brasil se soma a Inglaterra, Dinamarca e África do Sul na lista de países com restrições de viagens, também por causa das novas variantes do causador da Covid-19. Cientistas estimam que essas mutações no vírus tornem a doença mais contagiosa.
Initial plugin text
Uma nova variante com origem no Brasil foi identificada pela primeira vez no início de janeiro a partir de quatro viajantes que chegaram ao Japão depois de passarem pelo Amazonas. O estado vive, neste momento, um colapso no sistema de saúde.
A variante brasileira tem mutações na proteína spike que favorecem a entrada do vírus na célula. Cientistas temem que essas mudanças favoreça a possibilidade de reinfecções. Por enquanto, não há evidências de que essas variantes diminuam eficácia das vacinas em produção. Nesta sexta, a Alemanha registrou um caso da variante identificada no Brasil.
VEJA TAMBÉM: Saúde confirma reinfecção por nova variante no AM
Vista do novo aeroporto de Istambul
AP Photo/Emrah Gurel
Outras variantes, detectadas no Reino Unido e na África do Sul, têm mutações semelhantes na proteína spike. Autoridades de saúde na Europa estimam que a segunda onda da pandemia no continente, que tem sido pior na comparação com a primeira, deva-se a essas mudanças no coronavírus.
Nesta sexta-feira, o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, afirmou temer que as novas variantes sejam mais letais. Os estudos ainda estão em andamento, e os dados apresentados pelo premiê não são robustos.
A Turquia registra, desde o começo da pandemia, 2,4 milhões de casos registrados do coronavírus. De acordo com a Universidade Johns Hopkins, o número de mortos por Covid-19 no país passa de 24,7 mil.
VÍDEOS: novidades sobre as vacinas contra a Covid-19