Geral

Vendas do comércio do Centro do Rio caem mais de 30% em 2020, diz levantamento


Levantamento é do CDLRio. Durante o período em que as lojas ficaram abertas, queda fica entre 6,9% (bens não duráveis) e 9,2% (bens duráveis). Lojas fechadas e camelôs no Centro do Rio em junho
Marcos Serra Lima/G1
As vendas do comércio do Centro da cidade do Rio caíram mais de 30% em 2020, diz levantamento do Clube de Diretores Lojistas do Rio (CDLRio).
Sob quarentena, comércio do Rio tem o pior resultado da história, apontam entidades do setor
Segundo o CDL, a queda foi de 31,9% entre os bens não duráveis e 30,2% entre os bens duráveis levando em conta os três meses que estabelecimentos da região ficaram fechados devido a medidas restritivas para diminuir o contágio pelo novo coronavírus – o comércio ficou fechado da segunda semana de março até a primeira semana de junho.
Se não forem computados esses três meses, a queda foi de 6,9% entre os produtos de bens não duráveis e menos 9,2% entre os duráveis. Em 2019, já houve desempenho negativo, com quedas de de 5% (bens não duráveis) e 6,1% entre os duráveis.
O clube aponta, além da pandemia e do desemprego, a violência, o grande número de camelôs e aumento de moradores de rua como fatores que afastaram o consumidor do Centro da cidade.